COMISSÃO NACIONAL DA VERDADE REUNIDA COM COMITÊS EM BRASÍLIA

Com início às nove horas da manhã da segunda feira, dia 30 de julho de 2012, a Comissão Nacional da Verdade (CNV) esteve reunida em Brasília com representantes dos Comitês da Verdade, Memória e Justiça de todo o País.

O denominado “Encontro da Comissão Nacional da Verdade com Comitês Estaduais da Sociedade Civil” aconteceu no Anexo I do Palácio do Planalto e se estendeu até às 17 horas. Neste momento, foi dado o início a uma reunião específica entre os comitês de sociedade civil, que se organizaram nacionalmente através de uma coordenação provisória e compilaram um documento unificado que manifesta, entre outros pontos, o entendimento de que a CNV é uma importante etapa, mas não é o final da luta pela justiça de transição. Vale destacar o excerto:

“Entendemos a CNV como etapa importante para conformar o processo histórico e a efetivação da Justiça de Transiçã. Estamos convictos de que a iniciativa de sua criação não supre o dever do Estado brasileiro de levar adiante os julgamentos e a responsabilização criminal dos agentes, públicos e privados, por suas ações, cumplicidades ou omissões. ”

Os comitês aproveitaram o espaço para entregar documentos e manifestos à CNV, expondo  suas opiniões e contribuições para os membros da comissão. O propósito do Evento, que foi presidido pelo Coordenador da CNV, Ministro Gilson Dipp, foi justamente o de ouvir as ideias e opiniões das entidades a respeito dos trabalhos a serem realizados pela Comissão.

Durante o Evento, também foram abordados pelos Palestrantes os seguintes temas:

1.     Antecedentes, contexto e razões do golpe militar. Mortes, desaparecimentos  forçados, ocultação e destruição de cadáveres, tortura e violência sexual.

Por: José Carlos Dias e Claudio Fonteles

2.     Estruturas da repressão do estado e seus patrocinadores e apoios, internos e externos.

Por: Gilson Dipp e José Paulo Cavalcanti

3.     Violação de direitos relacionados à luta pela terra, incluindo populações indígenas, com motivação política.

Por: Maria Rita Kehl

4.     Araguaia.

Por: Maria Rita kehl, Claudio Fonteles e José Carlos Dias

5.     Violação de direitos de exilados e desaparecidos políticos do Brasil.

Por: Sergio Pinheiro

6.     Operação Condor.

Por: Rosa Cardoso

Fui cumprida a seguinte programação:

·         09h00min – Recebimento do material e inscrições

·         09h15min – Abertura – Gilson Dipp- Coordenador

·         Saudação inicial: Rosa Cardoso

·         Condução dos trabalhos: Membros da Comissão Nacional da Verdade

·         09h45min – Manifestação dos representantes de Comitês (05min cada)

·         Das 12h00min às 14h00min – Almoço

·         14h00min – Apresentação do site da COMISSÃO NACIONAL DA VERDADE

·         15h00min – Debate aberto por inscrição

·         16h30min – Considerações finais – Maria Rita Kehl

·         17h00min horas – Encerramento

O Site da Comissão Nacional de Verdade é: http://www.cnv.gov.br/

Entre os participantes, estava a Professora Mariluce Cardoso de Vargas, com quem conversamos. Ela é representante do Comitê Pelotas e Região, localizado no Rio Grande Sul. Segundo informou, seus integrantes possuem um histórico de ativismo, nesta área, há mais de uma década.

Deixou o contato para os interessados:

O blog do Comitê Pelotas e Região é:  http://verdadememoriapelereg.wordpress.com/

Reportagem/Fotos: Itair Linchim e Elzamir Ferreira direto de Brasília
Contribuições posteriores: Christine Rondon

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s